quarta-feira, 10 de novembro de 2010

terça-feira, 9 de novembro de 2010

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Mobile Learning e as suas diferenças com o e-learning

Muitos de nós já ouvimos falar no termo e-learning nesta última década, no entanto a termo aprendizagem móvel não tem sido tão divulgado e utilizado. O e-learning não é um sinonimo da aprendizagem móvel.

Mas então o que é o e-learning?
O e-learning tem vindo a definir qualquer forma de difusão do conhecimento educacional através da Internet. Isso faz com que o e-learning um subconjunto da formação de base tecnológica. Ele também incorpora uma série de actividades de aprendizagem realizadas na Internet, onde a aprendizagem móvel faz parte.

Mas então o que é a aprendizagem móvel?
A aprendizagem móvel é a capacidade de obter ou fornecer conteúdo educacional através dos dispositivos de bolso pessoais, ou seja, PDAs, smartphones e telemóveis (entre outros). A aprendidizagem móvel está neste momento na sua infancia em termos tecnologicos e pedagogicos, muitas são as dúvidas e questões. Como resultado, ainda há controvérsia entre os defensores das tecnologias moveis da forma como a aprendizagem deve ser definida: em termos de dispositivos e tecnologias, em termos de mobilidade dos alunos e da mobilidade da aprendizagem, e em termos da experiência dos alunos de aprender com dispositivos móveis. (Traxler, 2007)


Quinn Clark, professor, escritor e especialista em educação a distância, define a aprendizagem móvel como a intersecção da computação móvel (a aplicação de portáteis sem fios e dispositivos de comunicação) e o e-learning (aprendizagem facilitadas e apoiadas pela uso de tecnologias da informação e comunicação).

Mas então qual a diferença entre o e-learning de aprendizagem móvel ? 
E-learning pode ser em tempo real ou auto-estudo, também conhecido como aprendizagem "síncrona" ou "assíncrona". Além disso, o e-learning é considerada "amarrado" (ligado a alguma coisa) e apresentado de maneira formal e estruturada.
Em contraste, aprendizagem móvel permite uma aprendizagem
realizada com o seu próprio ritmo; sem estar amarrado a nada; informal na sua apresentação;

Os dispositivos móveis são considerados por muitos como uma extensão natural do e-learning. (Ellis, 2003).



e-learning
  • e-mail to e-mail;
  • localização privada;
  • tempo de acesso que se demora a chegar ao site
m-learning
  • em qualquer lugar, em qualquer altura;
  • mensagens instantâneas; 
  • sem limitações geográficas;
  • acesso rápido ao site onde existem os conteúdos de aprendizagem

domingo, 31 de outubro de 2010

Benefícios do m-Learning nas salas de aulas

Benefícios do m-Learning nas salas de aulas 
As universidades e faculdades estão utilizando M-Learning para ajudar os alunos na realização de tarefas, fornecimento de informações, orientações e experiências de aprendizagem quando e onde é necessário.

    
* Coloca formação e suporte ao desempenho que o trabalho efectivo.
    
* Permite aos alunos novas habilidades ou conhecimentos para ser aplicado imediatamente
    
* Permite a formação do estudante, quando ela é necessária
    
* Permite o uso de meios ricos quando apropriado
    
* Cria uma comunidade prática
    
* Conexão e sincronização de formação contínua para sistemas back-end



domingo, 24 de outubro de 2010

The Future of Learning is Mobile

The Future of Learning is Mobile

O futuro (ou será presente?;)) passa pela:
Aprendizagem através da utilização de dispositivos moveis (PDA, MP3, telemóveis, etc );
Aprendizagem enquanto estamos em movimento (carro, comboio, avião);
Aprendizagem através das tecnologias web moveis (twitter, facebook, flickr, blogues);
Tudo está relacionado com a mobilidade dos estudantes (na praia, no café, numa rua, no aeroporto, etc).

domingo, 17 de outubro de 2010

Segurança na Internet

Procurando avisar as pessoas de que fornecer informação sobre a localização da sua casa em alguns serviços, e noutros informar os contactos sobre se estavam ou não presentes no local, não seria boa ideia, 3 holandeses - os Forthehack - criaram o site Please Rob Me, onde se listavam "oportunidades" de casas vazias, boas para roubar.